Postagem em destaque

Morada Nova de Minas dá exemplo de Segurança Publica.

GM de Morada Nova no quartel da PM da Cidade A pequena Morada Nova de Minas cidade com 8500 habitantes no Centro Oeste de Minas pode ser...

domingo, 10 de maio de 2015

Maria da Penha arrependida prefere viver entre tapas e beijos do que sozinha em Bom Despacho



Depois de ter o marido preso na noite deste sábado por ter lhe agredido a senhora se desesperou ao saber que ele continuaria preso pela agressão "Soltem ele pelo amor de Deus, ele é trabalhador um homem de bem, isso foi só a bebida" realmente o fato do estado "meter a colher entre marido e mulher" tem caudado este tipo de transtorno.

 Geralmente depois de um desentendimento a mulher se arrepende e quer resolver o ocorrido com uma conversa porem a lei não permite que mesmo que a vítima se arrependa o agressor possa ser solto. Neste caso um senhor de 60 anos sem nenhuma passagem pela policia e trabalhador rural foi levado para o presidio e colocado junto com latrocidas e traficantes.

São as leis do Brasil que lotam a prisões com pessoas que cometeram um deslise enquanto criminosos perigosos continuam impunes. Há casos tambem em que mulheres usam a lei Maria da Penha para atingir seus objetivos. 

Em uma cidade da região uma mulher convidou seu amante para ir ate sua casa no horario em que o marido chegava do trabalho. Ao se deparar com aquele cena o marido perdeu a cabeça e deu alguns tapas na mulher, era tudo o que era queria. Depois de registrar um boletim de ocorrência ela conseguiu uma medida judicial protetiva impedindo que seu marido chegasse a menos de cem metros dela. 

Resultado,ela ficou com o apartamento do casal adquirido com o trabalho do marido e levou seu amante para morar no local. 

Essa esposa pelo visto pode dar aulas a Maquiavel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.