Postagem em destaque

Adolescente de 16 anos é apreendido pela 41ª vez em Pompeu.

Dupla de adolescente foi presa com mais de um quilo de maconha, crack e cocaína. Dois jovens foram apreendidos na tarde deste sábado em ...

sábado, 31 de março de 2012

Maconha e celulares são abundantes na cadeia de Pompéu


05 BUCHAS DE MACONHA ENCONTRADA DENTRO DE PASTA DE DENTE NA CADEIA PUBLICA DE POMPEU

                                            Em 31 de março de 2012, por volta das 1345 horas, o Agente Penitenciário, que se encontrava de serviço na guarda de cadeia,  notou uma movimentação estranha na cela dos menores e interceptou uma pasta de dente, que um menor acautelado estava entregando para o detento sala livre Ângelo, para que fosse entregue na cela  nr 01, para o detento Cássio. Ao efetuar a busca no interior da pasta foi encontrado 05 buchinhas de maconha. Diante do exposto foi tomado as providências cabíveis contra o menor acautelado. Registrado Boletim de Ocorrência Policial.

MAIS QUATRO CELULARES ENCONTRADO NA CADEIA PUBLICA


                                               Em 30 de março de 2012, por volta das 1710 horas, a PMMG em apoio ao Agente Penitenciáriodurante realização da Busca/Revista na cadeia publicalocalizaram na cela 02, no interior do travesseiro do detentoCássio, dois aparelhos celulares sendo um marca LG cor preta com chip da operadora vivo e outro Samsung Cor preto e azul, na cela 06. Foi localizado também, em meio aos pertences do detento Allan, um pedaço de serra metálica e um aparelho celular marca Motorola cor preto. Na cela 12, onde encontram os menores acautelados, foi encontrado em meio aos pertences de um deles um aparelho celular Samsung cor preto chip operadora vivo. Na cela 08 foi encontrado um carregador de celular. Diante dos fatos os matérias foram apreendidos e repassado a Delegacia de Policia. Registrado Boletim de Ocorrência Policial.

Pompéu: Homem que mantinha relação sexual com sobrinha de 13 anos se mata ao ser descoberto.


No dia 30 de março de 2012, por volta das 2250 horas, a PMMG compareceu a rua Papagaios  nº 1070, Bairro Várzea do Galinheiro, onde as testemunhas relataram que por volta das 22:40 horas, ao saírem no quintal de sua casa, depararam com seu vizinho, que mora ao lado, pendurado em um caibro de madeira do telhado da área da própria casa. No local, foi constatado que o mesmo havia amarrado uma corda tipo nylon em seu pescoço e em um caibro, vindo a cometer seu auto extermínio, tendo o mesmo usado um banco de ardósia para subir e posteriormente pular, ocasionando um grande e profundo corte de frontal em seu pescoço, possivelmente usou-se de um instrumento cortante para cortar o próprio pescoço. Durante averiguação, no local do fato, foi encontrado um machado sem cabo, sobre o caibro, estando este sujo de sangue, provavelmente usado para cortar o próprio pescoço. Comparecerou a equipe do Pronto Atendimento Médico (PAM)  e constataram que a vítima já estava sem vida. Foi feito contato com a pericia de Bom Despacho, que após realizar seus trabalhos periciais, liberou o corpo para a Funerária Municipal local, onde seria o mesmo encaminhado para a necropsia em Bom Despacho. Antes do ocorrido, uma testemunha,  havia solicitado a PM, relatando que tomou conhecimento, através de sua filha, de que a vítima estaria mantendo relações sexuais aproximadamente de dois a três anos, conforme registro de Boletim de Ocorrência.  segundo Ana Gelza, seu irmão ápos ter confessado que mantia relações sexuais com a sobrinha, dizia que estava arrependido, saiu dizendo que iria suicidar. Registrado Boletim de Ocorrência Policial.

Sobrinho do cantor Wando é encontrado morto em Minas


O sobrinho do cantor Wando, Antonio Faustino Neto, de 21 anos, foi encontrado morto no começo da manhã deste sábado, próximo à linha férrea, na cidade de Congonhas, em Minas Gerais, segundo informações da Polícia Militar.

O corpo foi localizado pro volta das 5h30, e a perícia confirmou a morte por estrangulamento, de acordo com a PM. Testemunhas disseram que Antonio Faustino teria envolvimento com drogas. A Polícia Militar está investigando o caso.
Wando morreu no dia 8 de fevereiro, após sofrer uma parada cardíaca. Ele estava internado no Hospital Biocor, em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Violência explode em Minas


Estado descumpre promessa e omite dados sobre violência
Prazo era dia 20; questionada, Seds dá novo prazo, nesta segunda-feira
Publicado no Jornal OTEMPO em 31/03/2012
Avalie esta notícia » 
2
4
6
8
LUCIENE CÂMARA
Especial para O Tempo
  • Notícia
  • Comentários(32)
  • Compartilhe
  • Mais notícias
A
A
FOTO: ALISSON GONTIJO - 2.6.2011
Sem recursos. Em 2011, Estado viveu epidemia de violência; enquanto isso, programas preventivos, como o Gepar, tiveram cortes no orçamento
Passado um mês da divulgação dos índices de violência em Minas, que revelaram um crescimento de 16,3% no número de homicídios em 2011, o Estado volta a omitir as estatísticas da segurança. Depois da polêmica criada pelas reportagens de O TEMPO sobre a omissão e a manipulação dos números, o governador Antonio Anastasia prometeu anunciar os índices mensalmente, entre os dias 15 e 20 de cada mês. Mas, até agora, um mês após a promessa e dez dias depois do prazo estabelecido para a divulgação mensal, o Estado mantém os números de fevereiro em sigilo.

Após ser questionada sobre a demora, a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que pretende fazer a divulgação entre hoje e a próxima segunda-feira. Um dos motivos para o adiamento, conforme a assessoria, é a mudança de comando na Seds - no dia 19, o deputado estadual Lafayette Andrada (PSDB) foi substituído pelo procurador de Justiça Rômulo Ferraz.

Pressão. As promessas de transparência foram uma resposta do governo às críticas sobre demora na divulgação dos dados, que ficou suspensa durante 13 meses, entre o fim de 2010 e fevereiro deste ano. Justamente nesse período, houve um avanço de 10,8% no índice de crimes violentos no Estado, na comparação de 2011 com 2010.

Só na capital, os homicídios cresceram 22% - a cidade registrou uma média de 30,65 mortes para cada 100 mil habitantes. O crescimento rendeu o título de segunda capital mais violenta do Sudeste, perdendo apenas para Vitória (ES).

Além disso, houve diferença entre os números divulgados pela Seds e pela Polícia Civil. Na época, Andrada disse que as diferenças nas informações aconteciam porque o Estado contava com dois bancos de dados, da Seds e da Polícia Civil - ele prometeu unificá-los.

A epidemia de violência veio acompanhada de cortes de investimentos nos programas de prevenção. Foi o caso do Fica Vivo, que perdeu R$ 2 milhões, e do Grupo Especializado de Policiamento em Áreas de Risco (Gepar), que sofreu um corte de 20,6% em seu orçamento. Sugiram também denúncias de que policiais militares estariam sendo forçados pelo governo a adulterar boletins de ocorrência, substituindo crimes violentos por outros de menor potencial ofensivo.

Para o sociólogo Luís Flávio Sapori, o Estado só vai recuperar a credibilidade se fizer uma auditoria nas estatísticas. "O novo secretário tem de dizer o que houve de errado. Senão, nós vamos sempre desconfiar dos indicadores. Caso a violência diminua, quem vai acreditar?".Fora do ar
Suspenso. Lançado em 2009 pelo Estado, o mapa eletrônico de homicídios de Belo Horizonte está fora do ar desde 2011. O sistema, que trazia detalhes sobre os crimes na capital, passa por ajustes, segundo a Seds.
PREVENÇÃO
Desempenho abaixo do esperado em duas frentes
Além do Fica Vivo e do Gepar, outros dois programas estaduais de prevenção à violência tiveram desempenho negativo em 2011. O último relatório divulgado pelo Instituto Elo, parceiro do governo, mostra que o Mediação de Conflitos e a Central de Acompanhamento de Penas e Medidas Alternativas (Ceapa) tiveram problemas de corte de recursos e atraso de licitações, o que, consequentemente, fez cair o número de atendimentos.

O Mediação de Conflitos, que presta atendimentos sobre todo tipo de problema nos aglomerados, entre eles familiares e de convivência entre jovens, tinha a meta de encerrar 2011 com um total de 20,2 mil atendimentos. Mas o resultado foi de 19.484, segundo o relatório. Um dos problemas identificados foi o corte de recursos, que impossibilitou a criação e a impressão de materiais de divulgação, que ajudam a atrair novos públicos.

Já o Ceapa, que estabelece penas educativas para jovens infratores, ficou ainda mais abaixo da meta. Das 12 mil novas medidas previstas, 9.937 foram cumpridas, o equivalente a 82% do esperado. Um dos motivos, conforme o relatório, é o atraso nas licitações para contratação de instituições parceiras. (LC)
São Paulo dá bom exemplo
Diferentemente do que faz o governo mineiro, a Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo publica, desde março de 2011, os dados de violência mensalmente. Os números são disponibilizados no site do órgão (www.ssp.sp.gov.br) e são separados por município e por unidade policial.

De acordo com a secretaria paulista, os dados coletados com as polícias Civil e Militar são padronizados. Atualmente, a capital tem uma taxa de nove homicídios por grupo de 100 mil habitantes, o menor índice entre as capitais do Sudeste. (LC)

sexta-feira, 30 de março de 2012

Policia Civil de Minas, sucateada e abandonada.


Caveirões da polícia militar mineira até hoje não foram utilizados


Sidney Lopes/EM/D.A Press
 Comprados em 2009, blindados não foram usados até hoje


29 de março Dois veículos de alta tecnologia estão mofando no pátio de um quartel da Polícia Militar. Os "caveirões de Minas", comprados por R$ 700 mil cada um, nunca foram usados numa operação policial. Um dos veículos até estragou durante um treinamento. Os carros foram comprados em 2009 e colocados à disposição dos batalhões no ano seguinte.





A TV Alterosa foi até o quartel e mostra com exclusividade como funcionam os blindados. Um dos carros tem as cores do Batalhão de Polícia de Eventos, o Choque, e outro é preto, do Grupo de Ações Táticas Especiais, o GATE. Segundo a Polícia Militar, os equipamentos estão parados por que ainda não houve necessidade. 




ESSE É O CAVEIRÃO DA POLICIA CIVIL

Falta de Policiais: grávida vítima de assalto fica horas dentro de viatura para registrar ocorrência



29 de março de 2012 - A falta de estrutura da Polícia Civil em várias cidades do estado está deixando a população à mercê de criminosos e dificultando o trabalho a Polícia Militar. Militares prendem bandidos e não conseguem registrar as ocorrências em delegacias. 

Nessa quarta-feira, uma grávida de 28 anos, vítima de assalto passou por uma situação vexatória. Além de ter sofrido violência do roubo, teve que esperar por horas dentro da viatura para que a ocorrência fosse registrada. O caso foi em Esmeraldas:

Pompéu terá exposição de gir ranqueada pela Abcgil


A decisão foi tomada em reunião das entidades Abcgil e Amcgil com criadores e lideranças da cidade de Pompéu


Marco Paulo Quirino Costa (Gir Cerrado), Antonio
Carlos, diretor do Sindicato Rural, LilicoRrabelo,
diretor da Amcgil, Andre Rabelo, representante da
Abcgile Eudes José da Silva Melo, presidente do
Sindicato Rural de Pompéu
Pompéu (MG) – A exposição agropecuária da cidade mineira de Pompéu, em Minas Gerais, conhecida como Superleite, este ano terá uma novidade. Será homologada pela Abcgil e passará a integrar o circuito nacional de exposições ranqueadas pela entidade nacional do gir leiteiro.
Quem informa é João Heverton Rabelo, o Lilico, criador e diretor técnico da Amcgil – Associação Mineira dos Criadores de Gir Leiteiro, que participou de uma reunião naquele município representando a Amcgil para discutir a homologação da exposição.
Abcgil
André Rabelo, da Abcgil – Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro, esteve na reunião e bateu o martelo autorizando os criadores locais a promoverem o evento que será homologado pela Abcgil e no ano que vem será ranqueada.
Além da homologação da exposição, foi discutida nessa reunião a captação de novas fazendas colaboradoras para o teste de progênie da Abcgil. Segundo Lilico, várias fazendas do município vão receber sêmen do teste da Abcgil para usarem em seus rebanhos leiteiros e testar dos touros gir leiteiros. O teste da Abcgil é executado pela Embrapa Gado de Leite, de Juiz de Fora (MG), cujo coordenador geral é o pesquisador Rui Verneque.
Leilão
A exposição de Pompéu será realizada entre os dias 11 e 14 de julho. Lilico informa que já confirmou para o dia 14 de julho a realização do Leilão Gir 33 – Lilico Rabelo e Amigos. “Vamos fazer uma grande festa do gir leiteiro em nossa cidade, cujo município é um dos maiores produtores de leite do Brasil”. Segundo informação do diretor da Amcgil, em Pompéu tem mais de 40 mil vacas em lactação e a produção de leite ultrapassa os 420 mil litros por dia.
Reunião

Nessa reunião a Abcgil conquistou 12 novas fazendas colaboradoras e a meta é conseguir 40 só no município de Pompéu. Também foi feita uma pré-inscrição de animais que vão participar da exposição homologada e “chegamos a 200 cabeças, mas queremos mais”, informa Lilico. Participou da reunião
André Rabello, da Abcgil; João Heverton, da Amcgil; Antônio Carlos Barbosa Alvares, diretor do Sindicato Rural de Pompéu; Eudes José da Silva Melo, presidente do Sindicato Rural de Pompéu; Luciano Afonso Campos e Silva, presidente da Cooperativa Coopel; Dênis Campos Sousa, Criador de gir e diretor da Leitepéu; Geraldo Otacílio Cordeiro, diretor presidente da Agropéu, indústria de Alcool e criador de gir; Alberta Aparecida Cordeiro Mota, criadora de Gir na fazenda Bugio; Christiano Farley Flores Mota, também da fazenda Bugio; Fernando Afonso Machado, do Banco Sicoob e criador de gir na Fazenda Bugio; Marco Paulo Quirino, do Gir do Cerrado e vice-presidente da regional do Vale do Paraopeba da AMCGIL e os criadores de gir Ademo Lino e Alvimar Lino, do Gir do Lino.
Economia
Um dos mais prósperos municípios de Minas Gerais, Pompéu tem sua economia baseada na pecuária de corte e leite (uma das maiores bacias leiteiras do nosso País), indústria moveleira, extração e beneficiamento de pedra ardósia e usina de produção de álcool combustível (etanol) e plantio de Eucalipto. Segundo o censo de 2010, o município tem aproximadamente 30 mil habitantes.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Procon de Pompéu em ação. Dicas ao consumidor.

Seu Direito - Faça por e-mail sua pergunta.             experidiao@gmail.com

Bianca Machado
 Advogada inscrita junto à OAB/MG sob nº 133074

“Realizei uma compra via internet, mas quando o produto chegou, não fiquei satisfeito (a). Posso devolvê-lo?”

A Lei consagra o direito de o consumidor arrepender-se da compra realizada, quando a mesma ocorrer fora do estabelecimento comercial. Trata-se do direito de arrependimento, previsto no artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor, in verbis:
Art. 49. O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de 7 dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio.
Parágrafo único. Se o consumidor exercitar o direito de arrependimento previsto neste artigo, os valores eventualmente pagos, a qualquer título, durante o prazo de reflexão, serão devolvidos, de imediato, monetariamente atualizados.
Conforme se infere do próprio texto legal, são apenas duas as condições para se exercer o direito de arrependimento previsto no CDC: não ter a venda ocorrido nas dependências do estabelecimento do vendedor e o cumprimento, pelo consumidor, do exercício desse direito no prazo de 07 (sete) dias.
Portanto, neste prazo, sendo a compra realizada fora do estabelecimento comercial, ou seja, por telefone, via internet, catálogos de produtos, dentre outras formas, onde a compra aconteça fora da loja e na qual o consumidor não tenha contato com o produto para manuseio, este, pode, no prazo de 7 (sete) dias devolver o produto e receber integralmente o valor pago.
Importante ressaltar que para exercitar o direito de arrependimento não é necessário que o consumidor esclareça os motivos que o levaram a desistir da compra. Basta que a mesma tenha sido realizada fora do estabelecimento comercial, e que o consumidor exercite o direito no prazo de 7 (sete) dias, conforme estabelecido pela lei.


Leia mais: http://www.pompeuofertas.com/dicas-/seu-direito/

Alunos de Veterinária realizam a primeira etapa da Atividade Integradora de Formação em Pompéu


28.03.2012
Entre os dias 22 e 26 de março de 2012, na região de Pompéu, a 175 km de Belo Horizonte, foi realizada a primeira etapa da Atividade Integradora de Formação, projeto de extensão da Escola de Veterinária que tem como objetivo levar os alunos do 10º período até as propriedades rurais para oferecer uma assistência aos fazendeiros e desenvolver ações de saúde pública no município.
Os alunos chegaram na noite de quinta-feira quando foram recebidos pelo vice-prefeito Luciano Lino, pelo secretário municipal de indústria, comércio e agropecuária Fernando Alan Martins Machado e pelo médico veterinário da cooperativa Leite Peu José Joaquim da Costa Júnior. O veterinário destacou a importância da parceria para facilitar o acesso a novas tecnologias e conhecimentos. Ele lembra ainda que Pompéu já foi considerada a maior bacia leiteira do Brasil, e hoje o leite tem perdido espaço para cana e eucalipto. “Uma das razões pode ser a dificuldade do produtor em produzir com qualidade e agregar valor ao produto. O mercado atual paga por qualidade e quem não consegue essa qualidade nas fazendas não progride”.
O projeto é uma parceria entre a UFMG, a Prefeitura de Pompéu e as cooperativas de leite da cidade: Leite Peu e Coopel. Os alunos foram acompanhados pelos professores Zélia Inês Portela Lobato, Antônio Maria Claret Torres, Danielle Ferreira de Magalhães Soares e José Ailton da Silva, do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva; Marcelo Resende de Souza do Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal; Elias Jorge Facury Filho do Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias e Diogo Gonzaga Jayme do Departamento de Zootecnia.
Na sexta-feira, os alunos foram divididos em dois grupos. Alguns foram para as fazendas, em duplas, realizar visitas a quatro propriedades da região. E os outros permaneceram na cidade para fazer reuniões e visitas técnicas com objetivo de levantar as demandas de saúde pública junto à comunidade.
Neste primeiro momento, a intenção foi conhecer as propriedades, levantar os problemas, verificar quais são as prioridades e o que poderia ser sugerido. O que se pretende é realizar uma assistência técnica contínua, mas não focada apenas em um aspecto da fazenda e sim entendê-la por inteiro e solucionar os problemas gerais.
O secretário de Indústria, Comércio e Agropecuária da cidade, Fernando Alan, relata que todos os produtores selecionados mostraram receptividade ao projeto, mostrando a importância de aproximar a universidade destes fazendeiros.  “O principal é melhorar a qualidade de vida do produtor que não tem acesso a uma assistência técnica regular”, afirma Fernando.
O vice-prefeito Luciano Lima aponta desafios que serão enfrentados pelos dois lados participantes da iniciativa. “O maior desafio é melhorar a qualidade de produção do leite, e a maior dificuldade dos alunos vai ser a resistência de alguns produtores em relação as tecnologias”, explica.
Os alunos Alessandra Rocha Nogueira e Felipe Pimenta visitaram as fazendas Cacique e Dois Córregos, e a dupla Thiago Augusto e Renata Dias, foram nas fazendas São Mateus e Retiro. A família que trabalha na Fazenda Retiro há apenas um mês, é chefiada por Ailton Tavares, que se mostrou satisfeito com a visita dos alunos. “O projeto é muito importante para nós. Estamos aprendendo com eles. Tem muita coisa para mudar aqui na fazenda e vou contar com a ajuda e a força de todos”, diz Ailton.
Os estudantes que ficaram na cidade fizeram uma reunião com comerciantes, carroceiros, religiosos e dentistas para discutir quais são os principais problemas de Pompéu relacionados à saúde pública. A professora Danielle apresentou o projeto e os objetivos do trabalho e ressaltou a participação da sociedade. “Trabalhos de atendimento comunitário só funcionam ouvindo a população”, disse ela.
Entre os principais problemas apontados pela comunidade em relação ao meio urbano estão: orientações para funcionários sobre higiene e saúde, dificuldades com a separação do lixo, castração de animais de rua, entre outros. Como parte do diagnóstico inicial, os alunos também visitaram a vigilância sanitária, o canil, o abatedouro e a secretaria de educação.
A aluna Renata Dias acredita que esta é uma oportunidade de exercitar o lado prático da profissão, uma vez que a escola diminuiu disciplinas desta categoria e aumentou a carga de disciplinas teóricas. “Acho que a prática ainda é uma coisa meio escassa no curso de veterinária. Esta iniciativa é importante para colocarmos em prática o conhecimento adquirido em sala de aula. É neste momento que aprendemos como devemos nos comportar em campo e tomar decisões”, afirma Renata.
O professor Diogo Gonzaga, do Departamento de Zootecnia, que acompanhou uma das duplas, destaca que o projeto ajuda os alunos a desenvolverem sua autonomia e chamar a responsabilidade para si. “A diferença deste projeto está na oportunidade de dar sequência às visitas. Acreditamos que tem tudo para dar certo e esperamos que a adesão dos alunos ao projeto aumente também”.










quarta-feira, 28 de março de 2012

Mais um roubo a mão armada em Pompéu.


 Pompéu, Centro |Oeste Mineiro está se tornando um lugar arriscado de se viver ou de se andar. 

Por falta de apoio a Polícia local está sucateada, as viaturas se tornaram verdadeiras sucatas, falta polícias e os poucos que ainda tem querem ir embora para uma cidade em que haja maior apoio ao seu  trabalho. 

A realidade é crítica e o Estado não cumpre com seu dever de dar condições de trabalho as polícias,  o Executivo Municipal faz beicinho e cruza os braços e o povo da cidade não pode mais sair de casa pois quando sai é assaltado. 

A atitude do Governo Municipal é como se uma Babá de uma criança visse outra criança cair dentro de uma possa de água se afogando e nada fizesse, sob a alegação de que aquela criança não está sob sua responsabilidade. Saudades dos tempos em que podia se dormir com as janelas aberta em Pompéu.

Cadeia que fica só quem quer.

A cadeia publica de Pompéu está em ruínas, as paredes estão podres,a sorte é que a maioria dos presos está lá voluntariamente ou seja, querem permanecer lá cumprir o resto da pena e voltar a sociedade sem se tornar um foragido, mas quando querem fugir não há nenhum dispositivo para impedi-los. 



Outro assalto.

 Em 27 de março de 2012, por volta das 1725 horas, a PMMG compareceu a Rua MANOEL ALVES MARIA  220, Bairro Cidade Jardim, onde a  vítima  narrou que   deslocava de seu trabalho para casa, falando em seu aparelho celular, e ao passar próximo a TRIAMA TRATORES, na MG 164, dois indivíduos apareceram em uma uma moto TITAN 125 de cor escura,  sacando de uma arma de fogo, possivelmente uma garrucha calibre 22, anunciando o assalto, roubando o aparelho celular marca MOTOROLA FLIP. A vítima alega não conhecer os autores e que, após o roubo, evadiram tomando rumo ignorado. Foi realizado rastreamento, porem sem êxito. Registrado Boletim de Ocorrência Policial

Projeto de reajuste dos servidores de Pompéu chega a Câmara

Chegou na Câmara Municipal de Pompeu, na tarde desta quarta o aguardado projeto de reajuste dos servidores públicos do município de Pompéu. Segundo as lideranças dos servidores o projeto decepcionou a categoria pois o índice estaria abaixo até mesmo do que estava sendo negociado. O índice proposto pelo executivo foi de 5,5% e não agradou a categoria. Segundo os Dirigentes Sindicais os funcionários vão tentar arrancar um aumento maior em seus vencimentos que segundo eles sofreu grandes perdas , esta defasagem seria superior a 30%.
Educação.

Para os Professores o reajuste que consta na lei é de 22,24% devido a lei federal que criou o piso nacional para a categoria. A semana deverá ser movimentada na Câmara Municipal.

Abono.

Foi enviado também um projeto que cria um abono de 50 reais mensais para quem ganha até 1200 reais mensais

Policial em horário de folga mete bala em ladrão em Pará de Minas



28/03/2012 10h18
Avalie esta notícia » 
2
4
6
8
MÁRCIA XAVIER
Siga em: twitter.com/OTEMPOonline
  • Notícia
  • Comentários(1)
  • Compartilhe
  • Mais notícias
A
A
FOTO: POLÍCIA MILITAR/DIVULGAÇÃO
Arma usada em assalto em Pará de Minas foi apreendida e dinheiro roubado foi recuperado
Um jovem de 25 anos foi baleado por um policial à paisana em Pará de Minas, na região Central do estado. Segundo a polícia da cidade, o militar estava saindo do serviço quando notou uma movimentação estranha em um sacolão do bairro São Cristóvão. Ao se aproximar de um motoqueiro que observava a ação, o mesmo fugiu. O policial percebeu que se tratava de um assalto e acionou reforço.

Segundo a polícia, enquanto aguardava reforço, o policial se deparou com o jovem deixando o supermercado com o dinheiro roubado. O militar sacou a arma e pediu para que ele se rendesse. Notando que o comparsa não estava no local combinado, o suspeito apontou a arma para o policial, tentou fugir e acabou baleado.

De acordo com a polícia, o suspeito, que foi atingido no braço e no abdômen, foi levado para um hospital da cidade, não corre o risco de morrer e será encaminhado para uma delegacia assim que receber alta. O comparsa dele, de 26 anos, que fugiu ao ver o policial se aproximar, foi capturado após rastreamento. O militar à paisana anotou a placa da moto, o que facilitou a localização.

Conforme a polícia, com os suspeitos foram apreendidos um revólver calibre 38, capacetes e uma moto usada no crime. Os R$ 320 roubados do sacolão foram recuperados. A dupla foi reconhecida por testemunhas e confessou também ter assaltado um restaurante na última sexta-feira (23).

O caso, divulgado nesta quarta, ocorreu na noite de terça-feira (27).

Na noite de terça-feira, um casal também foi preso por assalto, porém no bairro São Cristovão, em Belo Horizonte. Eles foram capturados após roubarem a bolsa de uma vítima na rua Pitangui. Uma faca usada na ação criminosa foi apreendida.

Também em Belo Horizonte, na noite de terça-feira, dois suspeitos foram presos no bairro Dona Clara após serem flagrados com um revólver.