Postagem em destaque

Só no Brasil: Para não serem presos Policiais tinham de se deixar golpear por louco com facão em Bom Despacho.

Vítima estava ameaçando matar mulher e sogro na zona rural da cidade. No local o homem tentou atingir os militares com a arma. Policiais ...

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Promotor do Ministério Público é preso por surrupiar salário dos colegas.

Emir Martins Filho geriu o MP de novembro de 2004 a novembro de 2008. Relatório apontou irregularidades na folha de pagamentos dos servidores. públicos

24/10/2016 08h47 - Atualizado em 24/10/2016 10h43

Do G1 PI

Operação realiza mandados de busca em residências dos investigados (Foto: Divulgação/PRF)

O ex-procurador-geral de Justiça do Piauí, Emir Martins Filho, foi preso na madrugada desta segunda-feira (24) em uma operação realizada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco),com a ajuda da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar. O ex-procurador está sendo investigado por peculato, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha ou bando.

Denominada Operação IL Capo, a ação é do próprio Ministério Público Estadual após relatório Processo de Controle Administrativo Lavrado pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) em 2010.

O relatório do CNMP apontou que auditoria realizada na folha de pagamentos dos servidores públicos do MP identificou desvio de dinheiro público no período de gestão do ex-procurador-geral de Justiça do Piauí.

Segundo a PRF, o ex-procurador estava sendo monitorado pelas equipes quando foi flagrado em seu carro em uma avenida de Teresinax. Uma vez abordado, foi encontrada em seu veículo uma mala com roupas e outros pertences pessoais.

Operação é coordenada pelo Gaeco, com ajuda
PRF e PM (Foto: Divulgação/PRF)

Ainda estão sendo cumpridos outros mandados de prisão e de busca e apreensão, em Teresina e em Picosx, com o objetivo de combater crimes praticados pelo ex-procurador-geral de Justiça do Piauí. Ele esteve no cargo no período de novembro de 2004 a novembro de 2008.

Para o promotor de justiça Rômulo Cordão, Coordenador do Gaeco, a operação evidencia que CNMP e MP estão engajados no combate à corrupção e lavagem de dinheiro, preocupados com a boa gestão pública, servindo a sociedade com excelência e dedicação. A operação foi denominado "Il Capo"

A defesa do ex-procurador-geral de Justiça do Piauí Emir Martins Filho foi procurada, mas ainda não foi localizada para comentar o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O espaço de comentários do blog são moderados. Não serão aceitas as seguintes mensagens:
Que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
Com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
Com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas; acusações sem provas, citando nomes de pessoas, se deseja fazer algum tipo de denúncia envie por e-mail que vamos averiguar a veracidade das denúncias, sendo esta verdadeira e de interesse coletivo será divulgada, resguardando a fonte.
Com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
De cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie; Que caracterizem prática de spam;
Fora do contexto do blog.
O Blog do Experidião:
Não se responsabiliza pelos comentários dos freqüentadores do blog;
Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas regras ou às normas legais em vigor;
Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;
Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério.